sábado, 28 de abril de 2012

A Saga do Imperador - 02 - BCC Wars #2

PARTE 2
Então o plano maligno de Sérgio Lisan era mesmo o que eu suspeitava! Mas aí percebi que algo muito maior ainda estava por acontecer quando Dayanne Araujo, que estava do lado de Mary, avançou nas costas da indefesa garota. Ela estava com uma faca escondida na mão esquerda, a qual usou para imobilizar o braço esquerdo de Mary torcendo-o às costas da vítima e com o braço direito fez uma chave de pescoço (acho que é esse o nome pelas imagens do Google Images). Então percebi que não havia apenas um inimigo.
-O que?! Você também está com eles, Day?
-Na verdade não é você o único interessado nesse celular. - respondeu ela.
-Que interessante, então temos um impasse... - disse o homem com máscara de palhaço.
Nesse momento todos ficamos imóveis. Ninguém sabia que atitude tomar. Então um pensamento passou pela minha mente, na verdade uma lembrança. Lembrei-me do café da manhã do dia anterior, quando meu pai fez uma vitamina de banana com farinha láctea e me ofereceu um copo, dizendo:
-Filho, vitamina é bom para começar o dia, pois é forte! Tome um pouco.
Então eu pensei "Será verdade?! Meu pai queria que eu tivesse força! Então será que?...".
Nesse momento olhei para Day, que ainda mantinha minha amiga como refém, e fiz o teste. "Solte ela agora!", falei mentalmente. Ela pareceu confusa, mas soltou Mary que veio correndo para perto de mim.
Então era mesmo verdade! Eu tinha a força!
-O que foi isso? - me perguntou Mary sem entender por que aquilo havia acontecido tão de repente.
-Você vai entender em breve...
Já sabendo o poder que eu tinha em minhas mãos, olhei para o mascarado, e com um gesto com a mão direita o fiz sair voando para se chocar de costas com a parede do corredor transversal de onde tinha vindo. Em seguida olhei para Dayanne que ainda não entendia nada e fiz a mesma coisa, jogando-a contra a parede atrás dela.
Então, sem perder tempo, peguei Mary pela mão e saímos correndo para qualquer lugar longe dali antes que algum dos dois acordasse. Chegamos a um pequeno canteiro de flores, onde eu comecei a explicar o que estava acontecendo.
-Mary, é exatamente o que estávamos pensando! BCC corre perigo!
-Mas o que foi aquilo que você fez no corredor?
-Parece loucura, mas eu tenho a força! - respondi ainda sem acreditar direito.
-Tudo bem, mas pelo amo de Deus, não diga "pelos poderes de Grayskull". Eu sei que você adora essas piadas infames.
-Não temos tempo pra piadas agora, vamos embora, você está correndo perigo no meio dessa confusão!
Quando voltamos a correr em direção ao portão externo daquele Centro de Convenções vimos uma figura impedindo a passagem. Mesmo a uma distância considerável, pude notar quem era pela perna engessada.
Itamar também era nosso inimigo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário