sábado, 29 de agosto de 2009

Depois do descanso...(pt1)

Pois é, mentes também cansam... E, após um período (que parecia ter sido programado) de recesso de respostas filosofadas volta-se à ativa. E de tal modo que vou ter que postar em duas partes e uma especial para uma discussão inimaginável. Aqui vai a primeira.
Não pensem que meus colegas pegaram leve só por aquecimento, já começaram respondendo convictamente todas as perguntas e perguntando sem medo de serem felizes. O assunto era embriologia e incrivelmente mais de 80% da turma estava prestando atenção (sim, prestando atenção à aula) quando começou a formar-se a pergunta (e por sinal só começou, porque não deu tempo de terminar): “Ei professor, quando a criança nasce recém-nascida...” Caro leitor, coloquei reticências porque ninguém conseguiu ouvir o fim da pergunta, provavelmente ouvia-se o som das gargalhadas na secretaria... Então o professor completou: “Calma aí... ocorrem casos da criança já nascer adulta!” Hahahaha! E depois o sarcástico sou eu...
Ainda nessa mesma semana, numa típica aula de história do Brasil enquanto muitos balançavam a cabeça fingindo que estavam entendendo, o professor falava da situação econômica no Brasil da época. E concluindo o raciocínio o professor explicou: “Isso por causa do café”, e um colega completou: “E do feudalismo!” Hahahaha! Então o professor virou pra ele e falou com uma incrível cara cínica de surpresa: “Sério?! Nunca que eu ia imaginar que o feudalismo havia chegado ao Brasil!” Bem, nem eu! Hahahaha!
Vou aqui e volto já...

Nenhum comentário:

Postar um comentário