sábado, 11 de julho de 2009

Virou moda?

Estando eu de férias, e assim, sem mais pérolas de meus colegas pseudo-filósofos (exceto umas guardadas na reserva, esperando inspiração para serem postadas) perdi-me em pensamentos que só me levavam ao vazio (para você que não entendeu o trocadilho: a lugar nenhum). E, numas dessas filosofadas enquanto esperava para ver Kamen Rider na tv, para ser mais específico, um pensamento sem origem justificável surgiu-me à cabeça: "E se eu ficasse doente agora?"
Tentando responder ("essa" ou "a essa"?) pergunta cheguei em duas conclusões. Primeira: eu ia ter que depender da medicina da minha avó materna, já que a saúde (ou pelo menos os órgãos responsáveis pela mesma) estão em greve. Segundo: é incrível, tem sempre alguma coisa em greve em Recife! E, pelo que me parece, esse ano foi recorde (no dicionário é sem acento)! Só esse ano já teve greve de ônibus, metrô, professores e agora dos hospitais! Pergunto-me se isso é questão de moda, pois todo ano tem greve das mesmas coisas... Greve outono-inverno de professores e primavera-verão de hospitais...
As empresas poderiam começar a fazer investimento nas greves mais variadas que fossem e até inventar novas... Estaria resolvido o problema da crise mundial!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário